Emagrecer não tem o mesmo sentido se não for realizado de maneira saudável. Existem diversas “fórmulas mágicas” espalhadas por aí, que podem ser muito perigosas para a saúde. A verdade é que o emagrecimento saudável requer paciência e persistência.

A ideia não deve ser somente perder peso na balança e sim equilibrar a composição corporal. É importante que se perca massa gorda e mantenha a massa muscular, pois o metabolismo é “regido” pela composição de massa magra que temos. Ou seja, se perdemos peso rapidamente, certamente estaremos perdendo massa muscular. Isso faz com que não consigamos manter a perda, pois gera um déficit no metabolismo basal, fazendo com que, a princípio, o peso fique estagnado e depois volte a ganhar, o famoso efeito sanfona.

Mas afinal, como fazer com que o emagrecimento aconteça de forma saudável e duradoura? Vamos lhe mostrar como!

Fracione sua alimentação entre 5 e 6 refeições diárias

Isso não quer dizer “6 mega refeições” no dia! Mas, sim distribuir sua alimentação em vários momentos, sem exageros.

Concentrar a alimentação do dia em poucas refeições pode fazer com que você coma em excesso em uma única refeição, ocasionando a dilatação do estômago e exigindo refeições cada vez mais fartas. Assim se inicia um ciclo que pode ser muito prejudicial a longo prazo.

Quando você divide sua alimentação diária total em várias refeições, certamente sentirá seu corpo mais leve durante o dia, além de reduzir a sonolência ao desempenhar determinadas atividades. Isso acontece porque o estômago trabalha na medida certa.

Se hidrate

Para que o organismo e os processos fisiológicos funcionem de forma saudável e alinhada, é necessário fornecer a hidratação que o corpo precisa. Beber água contribui para uma melhor circulação sanguínea e para um bom funcionamento dos órgãos, além de contribuir para a eliminação do excesso de sódio no organismo.

A falta de hidratação pode atrapalhar a atividade metabólica, podendo inchar o corpo, gerando uma sensação de cansaço e até dores de cabeça.

Pratique atividades físicas

É evidente que essa é uma necessidade para o bom funcionamento do organismo, regulando a pressão arterial, prevenindo doenças, como diabetes e doenças cardíacas.

Há quem diga que os exercícios aeróbicos são adequados para quem deseja emagrecer, o que não deixa de ser uma verdade. Mas, também existem vantagens em optar pela musculação. Além de ser uma opção muito eficaz para promover o emagrecimento, também contribui para chegar na forma que almeja de maneira mais assertiva.

Antes de decidir, é necessário lembrar que existem outras opções, como a dança, artes marciais, esportes com bola, atletismo, corrida, caminhada e diversas outras opções disponíveis. É importante que você escolha aquela que mais lhe proporciona bem-estar, afinal, o prazer em praticar alguma atividade é essencial para manter a assiduidade.

Controle o stress

O stress desregula os níveis hormonais, o que dificulta o processo de emagrecimento. Por isso, é necessário priorizar bons hábitos, tanto na alimentação, quanto no condicionamento físico, tempo e qualidade de descanso, entre outros fatores.

Todos os nossos hábitos possuem uma ligação entre si, por isso, é necessário equilibrar todos eles, fazendo com que o corpo funcione em harmonia. Se você sente que seus níveis de stress estão elevados, ainda existem outras alternativas, como yoga e meditação. Escolha seu caminho favorito, explore-o e priorize sempre o equilíbrio!

Durma bem

Antes de tudo, é necessário repousar de modo que a energia do corpo se regenere e tenha as sinapses necessárias para realizar suas atividades diárias de forma proveitosa.

Estudos apontam que o tempo estimado pode variar entre 7 e 9 horas para organismos adultos. As variáveis que irão definir o tempo de sono ideal serão, além do metabolismo individual, os níveis de estresse e cansaço.

Qual a relação do sono com emagrecer? A resposta é: toda! Um sono de qualidade interfere diretamente em nossas necessidades fisiológicas, e a alimentação é uma das mais afetadas.

Uma noite mal dormida causa um déficit de energia em que o organismo tenta compensar. O seu principal alvo são alimentos ricos em açúcar, gorduras ou carboidratos com glúten, o que muitas vezes acaba ultrapassando as quantidades sugeridas por uma dieta saudável.

Inclua as fibras no seu cardápio

As fibras favorecem o funcionamento do sistema digestivo. Além disso, também agem no controle de diabetes, colesterol, controlam o peso, auxiliam o sistema imunológico e melhoram a qualidade da atividade do músculo cardiovascular.

As fibras são classificadas por serem solúveis ou insolúveis pelo organismo. Entre elas encontramos vegetais, leguminosas, cereais, vegetais, legumes, sementes e frutas.

Há ainda a alternativa de utilizar suplementos a base de fibras prebióticas, que contribuem para modular a microbiota intestinal, melhorando a saciedade, reduzindo a compulsão alimentar e por fim, auxiliando no emagrecimento.

Inclua alimentos antioxidantes

Os alimentos antioxidantes desempenham a função de proteger células sadias do organismo da ação oxidante de radicais livres, regulando os índices dessas moléculas no organismo. Deste modo, eles retardam o envelhecimento da pele, do organismo e previnem doenças.

Entre os alimentos antioxidantes, estão alguns condimentos, como a cúrcuma, açafrão e curry. Além disso, é possível encontrar em alimentos como cenoura, espinafre, manga, mamão, melão, laranja, entre outras frutas e vegetais.

Além disso, é necessário destacar o cacau e o açaí, que são excelentes alimentos com ação antioxidante. O cacau é rico em polifenóis e flavonoides, o que atribui um alto valor antioxidante sobre ele. Já o açaí, um nutritivo fruto brasileiro é rico em polifenóis e antocianinas, substâncias responsáveis por reduzir danos causados no organismo pelo stress oxidativo.

Suplemente Ômega 3

Além de ser um nutriente essencial para o organismo e principalmente para quem deseja emagrecer, também é uma fonte de ácidos graxos, que combatem a depressão, diabetes e obesidade.

Esse nutriente é responsável pela membrana lipídica que envolve a célula. Uma vez que a célula esteja bem nutrida de Ômega 3, seu funcionamento ocorre de uma forma muito melhor. Além disso, ele possui uma ação anti-inflamatória essencial para o organismo.

Dessa forma, os ácidos graxos oferecidos pelo Ômega 3 são de suplementação essencial, já que com o difícil acesso a peixes frescos de qualidade dificulta a ingestão desse nutriente.

Para finalizar, o ingrediente mais importante é: persistência! Você não vai perder peso de forma mágica sem se dedicar, mas é possível chegar lá. Boa sorte na sua jornada!